Como ela chegou em casa...

Hoje recebi um comentário da Mariane (que por sinal poderia me deixar o e-mail para nos correspondermos), pedindo para que eu contasse como a Pink veio parar na minha vida. Vamos lá.
Eu já tive uma cachorrinha quando eu era pequena: a Sorana. Ela era a coisa mais gostosa do mundo. Vou publicar a foto dela qualquer dia.
Por causa da Soro, como era carinhosamente chamada, sempre quis ter cachorro mas minha vida de casada + vida profissional não trazia esta possibilidade.
Há cerca de 2 anos minha vida mudou radicalmente: fiquei sozinha, perdi o emprego e fiquei meio deprê com a situação toda. Conclusão: talvez fosse momento de comprar um cachorrinho prá me fazer companhia.
Eu penso muito antes de tomar uma decisão e não foi diferente com a Pink.
no dia 16/12/2007, sem nenhum comprometimento, fui passear no shopping Aricanduva e o Gustavo, filho do Rodrigo, quis que eu fosse até o pet shop ver os cachorrinhos nas gaiolinhas. Quando olhei dentro dela vi diversos poodles, 1 daschshund e 1 basset. Todos eles correram até um potinho de ração que estava no centro da gaiola, menos a coisinha pequenina mais linda deste mundo: a Pink!
Ela me olhou e veio correndo em minha direção, para eu mexer nela. Me lambeu, me cheirou e abanou aquele rabinho tiquitinho prá mim...
A moça do pet abriu a tal gaiola e a Pink pulou no meu colo, deitou a cebecinha no meu ombro... e foi amor a primeira vista !
Não perguntei se era menina, menino, se ia crescer, características da raça, se latia, nada ! Só queria aquela coisinha linda prá mim.
E foi assim, no dia 16/12/2007 que minha vida mudou prá muuuuuito melhor.
depois disso eu acabei me empenhando em um projeto antigo de abrir uma assessoria de marketing e hoje trabalho em casa, só prá poder dar atenção máximaprá ela.

Eu conheci o que é efetivamente ser mãe de cachorro, ter um ser que te ama incondicionalmente e que te tráz as maiores alegrias da vida.











Agora me perguntam: Por que Pink ? Na verdade eu queria Penelope mas achei o nome longo demais. Como o Gustavo queria que eu dissesse o nome da pequena lá no shopping mesmo, acabei optando por Pink, no impulso, pois acho carinha de menina! E no fim das contas ela tem mesmo cara de Pink.

4 comentários:

Andrea disse...

Nossa, Fernanda! Foi amor à primeira vista! Parabéns! Beijos!

Anônimo disse...

Fernanda !!! Que graça !!
êsses bichinhos são o máximo.
Sucesso para voc~e e muita felicidade com a Pink.
Perdoe não fornecer o e-mail, mas só utilizo o computador do trabalho, e não posso (teoricamente) usa-lo para finalidades pessoais
Um abração
Mariane

Elaine disse...

Olá!
Vi seu link no blog da Andrea e vim conhecer a Pink.
Linda demais, e com a lista de mordeduras dela poderia fazer frente à minha Lolita, uma legítima pit-lulu.
Que fofo o relacionamento de vocês, um amor assim muda a gente, né:
Fiquem com Deus

Karin Juliana disse...

Olá, Fernanda!

Meu nome é Karin e não pude deixar de visitar o seu blog.

Tenho uma "salsichinha" de 3 meses e seu nome é Jade. Quando vi a sua, a Pink, me apaixonei!

Parabéns pelo blog! É lindo!

Beijos!