Novidades

Hoje foi a primeira vez que eu tive coragem de cortar as unhas da Pink. Como ela anda pouco na rua, não as desgasta da forma que deveria então tenho que levar para cortar unhas sempre. Resolvi, da última vez, comprar um cortador e hoje cortei. A grande dificuldade é que ela tem as unhas pretas, o que impossibilita de enxergar onde começam os nervos que ficam por dentro. A primeira vez que mandei cortar, o rapaz cortou um nervo e eu ouvi ela gritar de longe. Nunca mais levei lá naquele lugar....
Eu, de manicure canina até que me dei bem... As unhas ficaram bonitinhas. O único porém é que estão enroscando em todos os lugares e agora, só lixando!

Resolvi, neste post, contar como anda sendo nossa rotina na hora de acordar e de dormir porque o engraçado é que há alguns dias a Pink vem repetindo as mesmas coisas. E eu, em contrapartida, ando fazendo de nossas idas e vindas também uma constante rotina.
Á noite, quando eu começo a apagar as luzes, ela já vai se dirigindo para o quarto. O mais legal é que se eu opto por ficar até um pouco mais tarde, ela vai até a porta do quarto, volta, dá uma olhadinha prá mim, tipo "e aí, não vamos nos deitar?"...
Bom, eu tenho também que fazer uma conta: ir dormir com, no mínimo, 40 minutos de antecedência.... Tá, vou explicar: se eu quero dormir às 23h tenho que ir para a cama 22h20 porque fico, pelo menos 20 minutos, tentando segurar meu travesseiro, arrancando o edredom da boca dela, administrando as mordidas brincalhonas, aguentando o cavocar nos meus pés... e aí, quando tento pegá-la, ela continua achando que estou brincando e aí, começa a correria em cima da cama... Esse é o começo do fim porque ela acaba se cansando, desce da cama, vai "jantar ração", volta prá cama, se enfia embaixo do edredom (importante: independente da temperatura que esteja, ela se enfia embaixo do edredom) e dorme !
Aí eu posso fazer minha leitura noturna sossegada!

Durante à noite diveeeeersos incidentes podem interromper o meu sono: a Pink pode ouvir algum barulho lá longe e latir (atenção: aqui ela late debaixo do edredom, então entenda-se que o que acontece é um latido alto mas abafado); ela pode ouvir o cachorrinho vizinho e sair correndo feito uma desesperada, levando o edredom com ela, latindo muito, ou ainda eu sentir que alguém tá me olhando e quando abro os olhos, dou de cara com ela, há cerca de 3cm do meu rosto, me fitando fixamente... às vezes até assusto!

Não pense que a hora de acordar é mais tranquila não. A vantagem é que tenho 50% de chance de ser acordada com um latido na orelha às 5h da manhã pois às vezes é assim que acontece.
Os demais dias, graças ao bom Deus, toca meu despertador, na hora em que eu estava programada para levantar.
Depois que "abrimos os olhos" todos os dias são iguais: se eu tento virar pro outro lado prá dormir mais um pouquinho, ela chora, pula em cima de mim, morde meus pés, lambe minha boca, arranca meus cabelos... tudo prá dizer "vamos levantar!!!"
Caso eu decida acordar rápido aí a alegria se instaura de vez: ela tráz sempre um brinquedo para eu ver, damos uns beijinhos e aí eu levanto e saio do quarto com ela mordendo meus pés... uma delícia prá quem não é totalmente bem humorada pela manhã...

2 comentários:

suenia disse...

Que energia tem a Pink!!!

jucy disse...

Fer..cuidado com as unhas viu?
Lembro que as unhas do kiko eram bem sensíveis... só faça se tiver segurança meeeesmo..
E qto as bizarrices dela como companheira de cama e como despertador...nada que não se compare a uma criança que faz as mesmas coisas...acordam no meio da noite...sempre acordam antes de vc...se assustam de madrugada e assustam a mamãe...NOOOORMAL